Sign in

Lamentavelmente, crises econômicas são rotina para a população brasileira. Desde 2014, termos como recessão, recessão técnica, desemprego e déficits orçamentários estampam as manchetes dos jornais, e com os desdobramentos da pandemia de COVID-19, esse efeito tende a se intensificar.

Devido a esse fator, é esperado que muitas obras de mobilidade sejam atrasadas ou mesmo canceladas. Como foi o caso da expansão do metrô do Rio de Janeiro, que há 5 anos tenta terminar uma única estação (1). …


Desde o início da crise sanitária da COVID-19, diversos países ao redor do mundo tem procurado alternativas para diminuir os riscos e a transmissão do vírus. Uma das estratégias mais amplamente adotadas desde o início foi o investimento na bicicleta como modo de transporte. Algumas cidades, como Bogotá e Paris, investiram em ciclovias pop-up, estruturas improvisadas com cones de trânsito para garantir a separação entre ciclistas e o trânsito. A estratégia deu resultado, e hoje, as ruas de Paris se veem tomadas de bicicletas:

Ciclistas em rua no centro de Paris: na cidade-luz, as bicicletas são cada vez mais presentes. Reprodução: france24

A explicação é simples: em um momento em que a orientação é evitar ambientes fechados com…


Julho de 2020. Alguns estados brasileiros começam a dar sinais de queda na curva de infecções e mortes por COVID-19. Graças à queda no número de casos e mortes, alguns governos dão os primeiros sinais de flexibilizações: comércios, bares, shoppings e academias em pouco tempo estavam reabertos. Diante da nova normalidade, uma frase se tornou cada vez mais comum para incentivar consumidores a saírem de suas casas: “estamos seguindo todos os protocolos de segurança”. Mas quais protocolos?

O protocolo de segurança de muitas cidades brasileiras

Para alguns comércios, o protocolo de segurança significava o tão conhecido álcool em gel na porta, em um ambiente fechado, com alta circulação…


O agravamento da pandemia de COVID-19 trouxe muitas preocupações e questionamentos legítimos a respeito dos riscos de contágio no transporte público. Por ser um ambiente fechado, na maioria dos casos sem ventilação natural, em que as pessoas ficam por muito tempo e com uma ocupação muito alta, o transporte público é uma situação de alto risco de contágio por COVID-19.

Apesar disso, há como se proteger da COVID-19 quando é necessário usar o transporte público. …

Ágora.lab

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store